Uma vira-lata pelo mundo

Antes mesmo de decidir que eu iria viajar por bastante tempo, já sabia que qualquer decisão que eu tomasse incluiria a Nini. Quando a adotei, assumi esse compromisso, e desde então funciona mais ou menos assim: ou vamos nós duas ou não vai ninguém. rs Mas ainda não lançaram um manual de como “viajar o mundo com cachorro”, então tudo que eu e a Nini estamos aprendendo é na raça. Mesmo a internet sendo uma grande aliada na hora de tirar dúvidas e me informar; através das minhas experiências  aprendi que, na prática, a teoria é outra.

Vira-Lata pelo mundo 1
No topo da Table Moutain, na cidade de Cape Town, África do Sul.

Eu sou daquelas que, se  pudesse, levava a Nini até em casamento. Ás vezes  levo a Nini no banheiro comigo. rs (quem nunca?) Eu adoro ir com ela nos lugares, é diversão garantida. Mas, infelizmente, os dogs ainda não conquistaram um bom status  na sociedade. rs  Ainda há muitos lugares que cachorros não são permitidos; e lugares que poderiam muito bem receber nossos pets, como praias, pousadas, shoppings entre outros. Mas é fácil perceber que existe uma forte tendência para que, os locais se tornem cada vez mais acessíveis aos nossos amigos de quatro patas.

FullSizeRender (14)

Outra coisa que eu e Nini reparamos nesse nosso rolê, é que a população está meio que fazendo as suas própria “regras”. Eu e Nini estivemos em alguns parques e praias que cachorros não são permitidos por lei, mas que com a aceitação dos frequentadores do local, acabaram virando pet-friendly, como algumas praias que visitamos em Cape Town, Africa do Sul.

Na praia em Cape Town
Na praia em Cape Town

Então, não da pra querer levar cachorro em praias onde eles não são permitidos em horário de pico, tem que recolher e jogar no lixo toda e qualquer sujeira que o cachorro fizer, enfim, regrinhas básicas para a boa convivência.

Acredito que para tudo existe o bom senso. Realmente tem gente que abusa da liberdade. Mesmo aqui em Berlim, na Alemanha, onde moramos atualmente, ainda vejo muito cocô de cachorro nas calçadas, sem terem sido recolhidos. Sim, tem gente idiota em qualquer lugar do mundo.

Pelas ruas da cidade de Berlim, as latas de lixo tem uma indicação para que os donos recolham e joguem a sujeira do seu cachorro no lugar certo. Infelizmente, nem todos são educados.
Pelas ruas da cidade de Berlim, as latas de lixo tem uma indicação para que os donos recolham e joguem a sujeira do seu cachorro no lugar certo. Infelizmente, nem todos são educados.

 

Aviso na porta do metro: cachorro permitido com o uso de bocal.
Aviso na porta do metro: cachorro permitido com o uso de bocal.

Passamos por Cape Town, África do Sul.  Talvez a cidade  que visitamos que está menos preparada para cachorro; mas, em contrapartida, devido a natureza selvagem da região, eu e Nini exploramos praias, montanhas e cachoeiras. A Nini, assim como eu, ama a natureza e é super  aventureira.

Vira-lata pelo Mundo 5
Nini ‘modelando’ em Cape Town.

Berlim nos recebeu bem! O forte da cidade não é a natureza, mas tem um monte de programa que dá pra fazer com a Nini. Uma das coisas que a Nini mais gosta por aqui é andar de transporte coletivo. Gente, nunca vi!! A Nini é Maria Gasolina de transporte público. rs Eu mereço!

: Pelos Muros de Berlim. Arte Paulo Consentino e Pesado.
Pelos Muros de Berlim. Arte Paulo Consentino e Pesado.

Viajar com cachorro pode não ser a coisa mais fácil do mundo, mas posso dizer que é uma das mais gratificantes. Espero que de alguma maneira o blog e as minha postagens inspire vocês a fazerem coisas legais com o seus cães, inclusive viagens , porque não?! !

Pode ser mais fofa?
Pode ser mais fofa?

 

Vira-lata pelo mundo 7
tchAU tchAU gente, até a próxima!

Posts com mais informações sobre nossas viajens: dá uma olhada aqui!

You may also like

2 Comentários

  1. Oi achei sua página por acaso. Achei incrivel tua história com a Nini! Digna de livro! Parabéns! Vou continuar seguindo teus posts. Também tenho um vira-lata chamado Tom, mas ele não é calminho como a Nini. É um pouco ansioso – o que dificulta viagens assim..
    Sugiro que tu também faça um post com os custos de uma viagem internacional para um cachorro.

    Um abraço
    Olívia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *