Verão em Berlim

A interessante Berlim

verão em berlim 1
Clássicos de Berlim: céu cinza, Rio Spree, metro amarelo cruzando a ponte de Kreuzberg; um dos marcos da cidade, construída em 1896; se misturando com a arquitetura moderna.

Morar na Alemanha já fazia parte dos meus planos desde que sai do Brasil. Tenho uma empatia natural pelo país e pelo povo. Não sou uma grande conhecedora da historia deles, além das coisas que a maioria sabe; mas minha passagem por aqui está me dando a oportunidade de saber um pouco mais sobre o país que, de maneira negativa, marcou seu nome na historia; mas se responsabilizou, assumiu compromissos,  se reinventou e hoje é uma das grandes potencias mundiais.

verão em berlim 2
“Refugees welcome” em português, refugiados são bem vindos. Só no ano de 2015 a Alemanha recebeu mais de um milhão de refugiados vindos da Síria, Iraque e alguns países da Africa.

Dizem que Berlim é diferente do resto da Alemanha! Eu acho que Berlim é diferente de resto do mundo! É considerada a capital mais verde da Europa, mas o estilo de vida é urbano, de cidade grande. A cidade tem uma atmosfera underground, a cor preta predomina nas roupas das pessoas nas ruas, o céu é, na maioria dos dias cinzas e dizem que o inverno aqui é ‘sombrio’. Estamos em pleno verão e ainda uso bota, calça e levo sempre um casaco. O verão aqui em Berlim dura 15 dias.rs Piadinhas…

verão em berlim 3
Look do dia para o verão da Alemanha.rs

A cidade é inteira grafitada, pintada, adesivada, pichada:  portas, fachadas de prédios, muros, postes, bancos de praça; tudo ‘atropelado’, como dizem na linguagem de rua; o que torna Berlim tão particular! A guerra deixou uma herança estética pesada. E estética definitivamente não é o forte de  Berlim, mas acredito que eles estão cagando pra estética. Berlim derrubou um muro que a dividiu por muito tempo, e depois disso, se tornou livre. Berlim é uma cidade livre. Livre de padrões, livre de regras idiotas, livre de aparências e do luxo exagerado. Berlim  é a cidade que apertou o botão do foda-se! Berlim gosta e aceita o estranho, o sujo, o out of society, aceita qualquer tipo e forma de expressão.

verão em berlim 4
Pelas ruas do bairro de Kreuzberg; bairro dos artistas e hippies; considerado um dos lugares mais alternativos de Berlim.

 

verão em berlim 5
Berlim é arte em toda parte.

 

Mas, mesmo com toda essa liberdade, Berlim tem consciência! Aqui você pode ser o que quiser, mas você tem que ser honesto. Não importa se você tem o cabelo azul, se usa saia curta, se tem tatuagem na cara, se você é punk, se é gay, o que importa que você seja civilizado. Que se tenha senso de convivência em sociedade: as pessoas falam baixo, respeitam vaga de deficiente no estacionamento, só atravessam a rua com o sinal verde para pedestres, mesmo que não esteja vindo nenhum carro. Usam sacola retornável para compras no supermercado ( 95% das pessoas levam suas eco bags). A reciclagem é massiva. A Alemanha recicla 62% do seu lixo, estando no ranking dos países que mais recicla no mundo.  Lojas e feiras de segunda mão também fazem parte da cultura. 

verão em berlim 6
Consumo consciente: mercados e feiras de segunda mão faz parte da cultura Alemã.

Berlim é a cidade mais Vegan que eu já visitei. Praticamente todos os restaurantes tem opções de pratos veganos. A primeira rede de supermercado 100% Vegan nasceu em Berlim e já esta em outras cidades da Alemanha e em breve em outros Países: a Veganz .

verão em berlim 7
Veganz: primeira rede de supermercado 100% Vegana, nasceu em Berlim e já está se espalhando pelo mundo.

 

verão em berlim 8
A pratica vegana já chegou à um tempo em Berlim. Foi uma das pioneiras à aderir ao movimento e cada vez aumenta mais o numero de lugares veganos na cidade.

A cidade tem trens, metros e trens (VLT) que funcionam 24h e não tem catraca para controle do passe, mas as vezes entra um fiscal no trem e pede para todos mostrarem o bilhete e quem não tem, além de passar um carão, recebe uma multa! Sempre tem os espertinhos que acham que não gostam de pagar, mas esperto mesmo é o alemão, que paga, faz a coisa correta e por isso usufrui de um  transporte coletivo de 1º mundo. Aqui tem o sistema de carro coletivo, o mesmo da bicicleta, só que de carro.

A cidade foi dividida em Ocidental e Oriental (comunista) por muitos anos pelo famoso muro de Berlim. Preservam  alguns trechos do muro até hoje e estão em vários cantos da cidade. Em muitos deles foram construídos praças e parques em volta. Toda essa singularidade faz de Berlim uma cidade extremamente interessante, profunda, cheia de mistérios e histórias que eu vou contar aqui! Das cidades que tocam meu coração, Berlim é uma delas!

verão em berlim 10
As artes por Berlim são cheias de mensagens e significado.O texto diz: “Quando o sangue da suas veias voltar para o mar e a terra dos seus ossos voltar para o solo, talvez você irá lembrar que essa terra não pertence a você e sim você que pertence a terra”

 

verão em berlim 11
O artístico e alternativo bairro de Kreuzberg.

 

verão em berlim 12
“Torre de televisão de Berlim” torre de sinal localizada no centro de Berlim, na praça Alexanderplatz, um dos locais mais turísticos da capital Alemã.

 

verão em berlim 13
Linda garota de Berlim!

Para conferir o meu post sobre outro verão, dessa vez em Cape Town, clica aqui!

Continue Reading

As Crianças do Afrika Burn

O Burn é para todos

O Afrika Burn não teria sido o mesmo se não fosse a luz e a energia das crianças que estavam lá.

Logo que cheguei, vi uma garotinha  passando de bicicleta e confesso que achei estranho crianças por ali; eu não sabia que era permitido. Mas depois fui entender que o Burn é um lugar pra crianças, pra adultos, pra homem, mulher, gay, alto, baixo, negro, branco. O Burn é para todos! Mas as crianças do Afrika Burn dão um show a parte!

Crianças do Afrika Burn 1

Quando vou a lugares que tem criança, sempre acabo fazendo um amiguinho ou uma amiguinha. E no Burn não poderia ter sido diferente. Vi a Eliara (foto) no primeiro dia do festival e foi amor a primeira vista: ela estava linda, toda colorida e tinha um semblante sereno. Perguntei a ela se eu poderia fazer uma foto e ela, alem de dizer sim, posou pra mim.

Crianças do Afrika Burn 2
Simplesmente Eliara! Como não se apaixonar?!

O festival tem uma programação especial para as crianças; com diversas atividades; além das esculturas e obras de arte interativas, que são para todos e as crianças também podem ter acesso, como esse jogo de caça palavras (foto).

 

Crianças do Afrika Burn 3
Crianças brincando no caça-palavras gigante.

 

Crianças do Afrika Burn 4

 

Crianças do Afrika Burn 5

E elas estavam por todos os lados, enfeitando o Burn com pureza e inocência. Adoro reparar nelas, observa-las. E foi observando, que vi uma garotinha digitando uma máquina de escrever antiga (foto). Tem coisas que só o Burn faz por você! Na era digital, onde parece que as crianças já nascem com o celular acoplado no corpo; ter visto  uma criança escrevendo uma carta em uma máquina dessas realmente foi muito especial.

Crianças do Afrika Burn 6
A quanto tempo você não vê uma maquina de escrever? E uma criança usando uma? Pois é, tem coisas que só no Afrika Burn!
Crianças do Afrika Burn 7
Incentive seus filhos a musica, a arte, ao esporte, ao amor e ao  respeito à natureza! Por uma vida com menos shoppings e mais Afrika Burn!

E por falar em especial, esse ano passei meu aniversário no Afrika Burn. Dia 29 de abril e o céu amanheceu nublado e ventava muito, o que fez com que as  pessoas  procurassem lugares fechados pra ficar. O meu camping, que oferecia café e chai para a comunidade ficou cheio de gente e adivinha quem apareceu por lá? Eliara! E o que parecia ser um dia cinzento e sem graça, virou uma festa linda, toda colorida, cheia de fantasias, musica e alma. Eu não poderia ter ganhado presente melhor. E sabe quem me deu esse presente? O Universo, a energia, porque atraímos aquilo que emanamos, colhemos aquilo que  plantamos. Essa é a Lei do Universo!!

Crianças do Afrika Burn

Crianças do Afrika Burn 8

Crianças do Afrika Burn 9

Crianças do Afrika Burn 10

Crianças do Afrika Burn 12
Eu e minha parceirinha Eliara!

 

 

Continue Reading

Barcelona “old school”

Ahhh, sou louca por esse ensaio! E por vários motivos: 100% das fotos foram feitas com câmeras fotográficas analógicas; ou seja, não digitais; aquelas antigas, com filme de rolinho, que tem que levar pra revelar. Algumas  vintage, com mais de 50 anos. Fazia tempo que eu  não era fotografada com filme, e só isso já era  suficiente para amar o shooting.  Mas, sabe aquela coisa? Se melhorar, melhora!! Ficou melhor, porque o  ensaio aconteceu em Barcelona, em um dos meus lugares favoritos da  cidade: em frente à Sagrada Família.

Barcelona "Old school" 1

 

Meu relacionamento com a Sagrada Família é antigo. Há 10 anos atrás, quando dei meu primeiro role pelo mundo, o destino foi Barcelona. Na Europa, é muito comum as pessoas alugarem  quartos em seus  próprios apartamentos. E da janela do primeiro quarto que morei, dava pra ver as torres mais altas da  Sagrada Família. Tenho a imagem nítida na minha cabeça: assim que entrei no quarto dei  de cara com ela, foi amor a primeira vista! Senti, naquele momento  que a cidade era mais especial do que eu pensava.

O Templo Expiatório da Sagrada Família; nome completo da Sagrada; que em 2005 foi incluída como Patrimônio Mundial, é uma obra de arte gigantesca, um monumento, símbolo de personalidade  de um gênio chamado Gaudi. Personalidade e persistência:  ela está em construção a mais de 100 anos e a previsão de termino da obra é para 2026.

E…se melhorar, melhora! O segundo quarto que aluguei dava de cara com a Sagrada, mas de cara mesmo. Deitada da cama olhava pra ela. Dava pra ver a parte de trás; que é a mais antiga e a que mais gosto; e foi construída enquanto Antoni  Gaudi ainda era vivo. Eu ficava esperando dar meia noite para ver  as luzes  dela se apagarem  e eu  agradecer pelo  lindo espetáculo!

Justin Cleaver

Barcelona "Old school" 2 (Justin Cleaver)

E o ensaio aconteceu ano passado, quando o fotografo; nascido na Africa do Sul; Justin Cleaver, estava  em Barcelona.

Justin passou mais de 20 anos do outro lado da câmera, como modelo. Viajou o mundo e trabalhou com grandes nomes da fotografia.De volta a África, moldado por suas experiencias ao redor do globo, trabalhou como diretor de arte e produtor, antes de chegar a sua verdadeira paixão: a fotografia.

Ele também  fotografa com digitais, mas gosta mesmo de câmera ‘old school’: ” Gosto dessa aparência crua, do granulado, que não se pode reproduzir com as digitais” diz Justin.

Mais sobre o trabalho de Justin: www.justincleaver.com e Instagram @justincleaverdiary

 Quando a  África do Sul encontra o Brasil em Barcelona 

Barcelona "Old school" 3

 

Barcelona "Old school" 4

 

Barcelona "Old school" 5

 

 

Barcelona "Old school" 7

 

Barcelona "Old school" 8

“Caminando por la calle yo te vi, caminando por la calle yo te vi,

yo mirando me enamore de ti, yo mirando me enamore de ti”

Gipsy Kings

Pra você, minha amada Barcelona!

 

 

 

 

Continue Reading

Fetish in Black & White

fetish 1

“Que nada nos defina, que nada nos sujeite. 
Que a liberdade seja a nossa própria substancia.”
Simone de Beauvoir 

fetish 2
“Não se nasce mulher, torna-se mulher”
Simone de Beauvoir 

fetish 3

“Querer-se livre, é também querer livre  os outros”
Simone de Beauvoir

 

fetish 4

 

fetish 5

 “Uma mulher livre é justamente o contrário de uma mulher fácil”

Simone de Beauvoir

Para ver outros ensaios, clique aqui!

Continue Reading

About my summer in CapeTown

Verão em Cape Town 1

CAPE TOWN, THE  MOTHER CITY

Cape Town é conhecida como Cidade Mãe, e ela é uma mãe mesmo, porque ela ensina! Cape Town me deu muita coisa; me proporcionou encontros e momentos inesquecíveis; mas não me “alisou” não. Como tudo e todos, Cape Town  tem seu lado positivo e o negativo: a desigualdade social, a separação racial, a pobreza nas ruas, a diferença de costumes.

Mas com tudo isso Cape Town ainda é uma cidade alegre, divertida e easy going. As pessoas são simpáticas, comunicativas e curiosas. Sempre perguntam de onde somos, porque estamos ali, por quanto tempo vamos ficar. Uma vez  uma menina de 8 anos veio brincar com a Nini e começou a fazer milhões de perguntas, parecia que estava me entrevistando.

O verão em Cape Town é maravilhoso pois a cidade tem praias paradisíacas e pedras que parecem escultura. Qualquer canto de praia renderia uma foto de capa de revista. Uma cidade cosmopolita, internacional. Dá pra escutar vários idiomas quando andamos pelas ruas, experimentar comida de outros países feita por imigrantes de lá. A imigração de Países ao redor da Africa do Sul é grande em Cape Town. Muita gente de Botswana, Tanzania, Moçambique, Lesoto entre outros. É a cidade mais desenvolvida e com melhor qualidade de vida do Continente Africano. É  a cidade da Table Mountain, da Lions Head e da Twelve Apostles (essa última me rendeu uma trilha maravilhosa e um post que você pode ler aqui). A cidade que me acolheu como uma Mãe!

Cape Town abriu minha cabeça e meu coração, deixou meu mundo maior . Me ensinou, me deu amigos e me mostrou novos caminhos. Obrigada Cape Town, me senti em casa!

Fotos Max Kalmoz (Austria)

 

Verão em Cape Town 2

   “I  always wanted to leave my country and go somewhere else”

 

Verão em Cape Town 3

“To  love  CapeTown,  you  must  learn  to  love  the  wind”

Verão em Cape Town 4

“Slow down, you are in Cape Town”

 

Verão em Cape Town 5

“Cape Town, easy to live hard to leave “

 

Continue Reading

Cor de Rosa Choque!

 

É cor de Rosa Choque 1

   “She was free in her wildness.

She was a wanderess,a drop of free water.

She belonged to no man and no city”

É cor de Rosa Choque 1

 

É cor de Rosa Choque 3

 “She was never crazy!

She just didn’t want her heart

to settle in a cage”

É cor de Rosa Choque 4

 

É cor de Rosa Choque 5

 

IMG_9232dd

“Por isso não provoque, é cor de rosa choque”

Para ver mais ensaios aqui no blog, dá uma olhada aqui

Continue Reading

A Arte de Enzo Iriarte

Enzo  Iriarte é tão talentoso  que tem arte até no sobrenome!

Um garoto gênial. Está com 19 anos  e já tem em seu currículo diversas campanhas e editorial para Vogue Espanha. Nasceu na Venezuela  mas foi ainda criança para Barcelona, onde mora até hoje e onde nosso ensaio aconteceu, final do ano passado.

Começou a  à fotografar  aos  16 anos de idade. Aprendeu tudo sozinho, assistindo a  tutoriais na internet e praticando. Atualmente  esta cursando duas universidades : Marketing e Direção  Comercial  e Publicidade e Relações Publicas.

Com essa vida corrida foi difícil encontrarmos um dia para o nosso trabalho. Enzo realmente não para, toca vários projetos, faz vários trabalhos. Ficamos em contato alguns meses até conseguirmos marcar uma data. E ainda assim, ele se auto classifica como um  fotografo insatisfeito. Mais sobre seu trabalho  www.enzophotographer.com

vibe: o ensaio anterior publicado aqui no site foi com o fotografo Damien Vignaux. Postei  uma foto no Instagram para divulgar o site e o Enzo curtiu e comentou na  minha foto: “Damien é um dos meus fotógrafos favoritos”  Eu nem imaginava! Agora  Damien está seguindo Enzo! E eu, super orgulhosa de já  ter fotografado com esses dois  talentos!

Tá ai, pra vocês!

 

enzo iriarte 1

” Respeito muito minhas lagrimas,

 Mas ainda mais minha risada,

    Inscrevo assim minhas palavras,

      Na voz de uma mulher sagrada

enzo iriarte 2

Vaca profana põe teus cornos,

 Afora e acima da manada,

 Vaca profana põe teus cornos,

 Afora e acima da manada 

  enzo iriarte 5

 Dona das  divinas tetas,

 Derrama o leite bom na minha cara 

E o leite mal na cara do caretas 

4a75

     Segue a ‘movida madrilena’,

      Também te mata Barcelona,

      Napoli, Pino, Pi, Paus, Punks

      Picassos movem- se por Londres

17a75

Bahia onipresentemente,

Rio e Belissimo Horizonte,

  Bahia onipresentemente,

Rio e Belissimo Horizonte

 

enzo iriarte 3

Vaca de divinas tetas,

La leche buena toda em mi garganta

La mala leche para los puretas  “

CAETANO VELOSO
Continue Reading