Viajando com cachorro para a África do Sul

Nini dá dicas de Cape Town

Nunca contei  pra vocês sobre o caminho que percorri, até  embarcar  com a Nini rumo a África do Sul; porque achei que não haveria outra louca como eu, pra ter a  ideia de  levar seu cachorro pra África. Mas eu me enganei .

A Vanessa, dona da labradora Gau, estava pesquisando na internet informações sobre como viajar  com sua  cachorra para a África do Sul e encontrou o blog e  me enviou uma mensagem, eu respondi  e trocamos o  whats app pra gente conversar melhor. (eu faço a maior questão de ajudar, porque admiro quem tem essa atitude) E foi adicionando o numero dela do whats, que descobri que elas eram  de Barcelona, cidade onde eu  estava morando. Combinamos de nos conhecer pessoalmente e apresentar nossas filhotas. Conclusão da historia: Nini  e Gau se deram super bem e Nini deu  dicas sobre  a viagem para Cape Town. Agora Gau está morando na África, e  está aproveitando muito por lá!

 

Nini y Gau
Nini, eu, Gau e Vanessa, em Barcelona, o dia que nos conhecemos. A Gau é pretinha e ficou meio camuflada na foto, mas ela tá ali.

 

Viajando com a Nini para África do Sul para site
A espanhola Gau, viajando por terras Africanas.

 

 Exigências para a entrada de pets na  África do Sul

A primeira viagem internacional da Nini foi do Brasil para Barcelona, por isso, ela já  tinha os requisitos básicos para a viagem, que são: o micro chip e o exame  neutralizante da raiva. Essas são as primeiras exigências para cachorros que  viajam do Brasil. Leia mais aqui!

Mas eu sabia que  na  África do Sul  se aplicavam  outras regras e comecei  a minha  pesquisa na internet. Entre várias informações que encontrei, o documento  abaixo me pareceu o mais  completo e atualizado. Explica sobre a parte medica, exames, certificados, quarentena, transporte entre outros.

Docs Nini Africa do Sul 1
Documento de informação sobre a importação de cachorros e gatos para a África do Sul. Fonte: site do ministério da agricultura da África do Sul  www.nda.agric.za

Quarentena

Uma das primeiras informações que procurei  no documento foi sobre a quarentena.  No caso da Nini, como ela embarcou da Espanha, não foi necessário cumprir  quarentena ao chegar na África.  Para cachorros que embarcam do Brasil, há uma  quarentena  de 14 dias. Quando a gente fala em  quarentena, geralmente pensamos em 40 dias. Mas não tem nada a ver. A quarentena pode ser  de  14 dias à  6 meses, dependendo dos países.

Exames

Mesmo lendo e relendo esse documento, ainda tinha muitas duvidas, faltavam os exames, atestados e outros. Já estava quase me descabelando até  que um dia, eu encontrei Jesus. rs É serio! Procurei  um veterinário para me orientar  melhor e  o veterinário se chamava Jesus. Aquilo foi um sinal pra mim de que eu estava no caminho  e que tudo ia dar certo. hehe  Jesus me explicou melhor sobre os exames e me ajudou com os certificados de saúde também.

Para cachorros que viajam da Europa para a África, são necessários 4  tipos de exames:  1)Leishmaniose  2)Brucella Canis  3) Dirofilaria immitis   4) Babesia gibsoni

 

Docs Nini África do Sul 2

 

Transporte

 

Encaminhada  a parte medica, era  hora de ver o transporte: liguei em algumas companhias aéreas   e todas  me  informaram que a  compra da passagem  da Nini  deveria ser feita  através de um despachante. Na África do Sul, os animais entram pelo  sistema  de  importação – exportação. Ou seja, eu tinha que exportar a Nini da Espanha e importa-la na África do Sul,  como ‘carga declarada’.

Outro super detalhe é que não há voos diretos de Barcelona para Cape town e a  escala da Nini  foi em Amsterdã.Durante a escala uma equipe da companhia fica responsavel por dar agua e comida a ela e levar pra passear. Eu escolhi a KLM para a viagem da Nini, uma companhia holandesa que eu adoro e sempre fizeram um bom trabalho.

A  volta à Europa foi mais simples. A Nini viajou no porão do mesmo voo que eu, despachada como ‘bagagem extra’. Não é preciso nenhum exame, apenas o atestado de saúde do veterinário e do departamento de agricultura. Mas é importante checar as regras do país o qual você  pretende  regressar com seu dog,  após a passagem pela  África do Sul.

Atestado de Saúde emitido pelo  Departamento de Agricultura. Documento que libera a saída do cachorro da África do Sul.

 

 

13441878_10154251923602500_1434165593_o
Nini no aeroporto de Cape Town, se despedindo das tias Jéssica e Gabi.

Com tantas informações, pode parecer complicado, mas não é! Só que dá trabalho! Mas o retorno de saber que as  aventuras da  Nini pelo mundo  estão  incentivando  e colaborando  para que outras pessoas levem  seus filhos de quatro patas juntos em suas viagens , é um sinal de que estamos  no caminho certo!

Hoje a Nini está morando  no Brasil e a labradora  Gau na África do Sul, mas com certeza elas ainda irão se encontrar em algum lugar desse mundão!

Nini da dicas de CapeTown
A Gau nos enviou essa foto da praia Table View, em Capetown. De onde se vê a Table Mountain ao fundo.

 

DSCN0762
Nini na trilha da Table Moutain, em Cape Town, África do Sul

 

 

13445936_10154255695997500_222828474_o
Aquele tipo de foto que não precisa de legenda!rs

 

1443008335332
Amar é: dividir o lanche com a sua cachorra.

 

 

Continue Reading

Uma vira-lata pelo mundo

Antes mesmo de decidir que eu iria viajar por bastante tempo, já sabia que qualquer decisão que eu tomasse incluiria a Nini. Quando a adotei, assumi esse compromisso, e desde então funciona mais ou menos assim: ou vamos nós duas ou não vai ninguém. rs Mas ainda não lançaram um manual de como “viajar o mundo com cachorro”, então tudo que eu e a Nini estamos aprendendo é na raça. Mesmo a internet sendo uma grande aliada na hora de tirar dúvidas e me informar; através das minhas experiências  aprendi que, na prática, a teoria é outra.

Vira-Lata pelo mundo 1
No topo da Table Moutain, na cidade de Cape Town, África do Sul.

Eu sou daquelas que, se  pudesse, levava a Nini até em casamento. Ás vezes  levo a Nini no banheiro comigo. rs (quem nunca?) Eu adoro ir com ela nos lugares, é diversão garantida. Mas, infelizmente, os dogs ainda não conquistaram um bom status  na sociedade. rs  Ainda há muitos lugares que cachorros não são permitidos; e lugares que poderiam muito bem receber nossos pets, como praias, pousadas, shoppings entre outros. Mas é fácil perceber que existe uma forte tendência para que, os locais se tornem cada vez mais acessíveis aos nossos amigos de quatro patas.

FullSizeRender (14)

Outra coisa que eu e Nini reparamos nesse nosso rolê, é que a população está meio que fazendo as suas própria “regras”. Eu e Nini estivemos em alguns parques e praias que cachorros não são permitidos por lei, mas que com a aceitação dos frequentadores do local, acabaram virando pet-friendly, como algumas praias que visitamos em Cape Town, Africa do Sul.

Na praia em Cape Town
Na praia em Cape Town

Então, não da pra querer levar cachorro em praias onde eles não são permitidos em horário de pico, tem que recolher e jogar no lixo toda e qualquer sujeira que o cachorro fizer, enfim, regrinhas básicas para a boa convivência.

Acredito que para tudo existe o bom senso. Realmente tem gente que abusa da liberdade. Mesmo aqui em Berlim, na Alemanha, onde moramos atualmente, ainda vejo muito cocô de cachorro nas calçadas, sem terem sido recolhidos. Sim, tem gente idiota em qualquer lugar do mundo.

Pelas ruas da cidade de Berlim, as latas de lixo tem uma indicação para que os donos recolham e joguem a sujeira do seu cachorro no lugar certo. Infelizmente, nem todos são educados.
Pelas ruas da cidade de Berlim, as latas de lixo tem uma indicação para que os donos recolham e joguem a sujeira do seu cachorro no lugar certo. Infelizmente, nem todos são educados.

 

Aviso na porta do metro: cachorro permitido com o uso de bocal.
Aviso na porta do metro: cachorro permitido com o uso de bocal.

Passamos por Cape Town, África do Sul.  Talvez a cidade  que visitamos que está menos preparada para cachorro; mas, em contrapartida, devido a natureza selvagem da região, eu e Nini exploramos praias, montanhas e cachoeiras. A Nini, assim como eu, ama a natureza e é super  aventureira.

Vira-lata pelo Mundo 5
Nini ‘modelando’ em Cape Town.

Berlim nos recebeu bem! O forte da cidade não é a natureza, mas tem um monte de programa que dá pra fazer com a Nini. Uma das coisas que a Nini mais gosta por aqui é andar de transporte coletivo. Gente, nunca vi!! A Nini é Maria Gasolina de transporte público. rs Eu mereço!

: Pelos Muros de Berlim. Arte Paulo Consentino e Pesado.
Pelos Muros de Berlim. Arte Paulo Consentino e Pesado.

Viajar com cachorro pode não ser a coisa mais fácil do mundo, mas posso dizer que é uma das mais gratificantes. Espero que de alguma maneira o blog e as minha postagens inspire vocês a fazerem coisas legais com o seus cães, inclusive viagens , porque não?! !

Pode ser mais fofa?
Pode ser mais fofa?

 

Vira-lata pelo mundo 7
tchAU tchAU gente, até a próxima!

Posts com mais informações sobre nossas viajens: dá uma olhada aqui!

Continue Reading

Berlim é Pet Friendly

Eu e Nini temos sorte! Até agora, as cidades por onde passamos, tem  nos recebido muito bem! Nunca tivemos grandes problemas em nossas viagens de avião, nos aeroportos e apartamentos que moramos! Mas Berlim é, entre todas, a cidade mais pet friendly  que já conheci. A expressão pet friendly vem do inglês e traduzida para o português fica algo mais ou menos assim “amigos dos animais de estimação”. A expressão é usada para indicar locais e estabelecimentos onde nossos pets são bem vindos.

Berlim Pet Friendly 1
No rolê pelo bairro de Kreuzberg, em Berlim, pausa para a foto! Nini: -Mãe, desce daí!

Em Berlim, praticamente todas as lojas, farmácias, bancos, shoppings, galerias, e até muitos restaurantes deixam a Nini entrar, sem nem precisar pedir; ou quando eu peço, eles respondem com um “Sim, claro!” como se dissesse, óbvio que pode!! Gostam tanto de cachorro, que alguns  locais deixam um potinho com água na porta para cachorro beber. A Nini adora ‘roubar’ água dos lugares.

Berlim Pet Friendly 2
Nini faz questão de parar para beber aguá em praticamente todos os potinhos que cruzam o nosso caminho!

 

Berlim Pet Friendly 3
Muitos estabelecimentos em Berlim deixam potinhos com água na porta para os dogs.

Berlim está passando por uma onda “Vegan” e “Biológica”. Desde lojas de roupas, sapatos, lojas de cosméticos, mercados e feiras; todos aderiram ao movimento e encontramos  produtos  naturais e veganos em cada esquina. Além de pet friendly, em algumas lojas de roupa é possível ler nas etiquetas das peças “eco friendly”; outra expressão  do inglês e quer dizer “amigos do meio ambiente” São produtos que se preocupam com o nosso planeta em todos os passos de sua produção e comercialização. E os pet shops não ficaram de fora e já tem linha de  produtos biológicos e até veganos para nossos cães.

Berlim Pet Friendly 4
Produtos biológicos e veganos para em loja de produtos para animais de estimação.

Próximo à onde moro tem um parque  chamado Volkspark, é onde costumo levar a Nini para dar uns roles. Em nosso caminho para o parque, passamos em frente à um lojinha de coisas pra cachorro e um belo dia, a dona  Nini; sozinha, com as próprias patas, entrou na loja, deu um passeio pela loja e escolheu um biscoitinho biológico. hehe

Berlim Pet Friendly 5
Nini escolhendo seu biscotinho na loja de produtos biológicos para animais de estimação.
Berlim Pet Friendly 6
Brincando no Volkspark!

Viajar de trem com cachorro dentro da Alemanha também é descomplicado. No transporte coletivo, dentro da cidade de Berlim: trens, metrôs e ônibus, animais de estimação também são permitidos. Todos pet friendly! Focinheira é obrigatório, mas até os alemães ‘dão um jeitinho’ pra algumas coisas em se tratando de cachorros e muita gente circula com seus cães pelos trens sem a focinheira, inclusive eu! hehe. Em caso de cachorros mais ranzinzas ou agressivos, o dono precisa ter esse cuidado!

Berlim Pet Friendly 6
Nini adora andar de transporte coletivo. Na foto, a gente no Tram (VLT) de Berlim.

 

Berlim Pet Friendly 7
Meu mostrinho favorito no Mauer Parque.

 

DSCN3006
Beijos e até o próximo rolê!
Continue Reading

Viajando de trem na Alemanha

de trem na Alemanha 1

É muito comum viajar de trem na Alemanha, aliás, em praticamente toda a Europa: tem gente que mora em Hamburgo e vai, diariamente,  trabalhar em Berlim e vice e versa. Mas, o que para alguns é a  coisa mais normal do mundo para, para outros pode significar uma experiência e tanto. Foi o caso da minha primeira viagem de trem com a Nini. Eu estava tão empolgada com o acontecimento, que mesmo ter que acordar as 5h da manha para pegar o  trem as  6:34, não me deixava de mal humor.

No dia anterior, fui à estação comprar a passagem. Também dá pra comprar pelo site www.onlytrain.com, mas como viajo com a Nini, achei melhor ir pessoalmente para tirar algumas duvidas e deixar tudo certinho, para não ter nenhuma surpresa na hora da viagem. Eu imaginava que seria fácil, como todas as coisas aqui na Alemanha. Impressionante como eles são descomplicados, o sistema facilita a vida do cidadão comum, ao invés de complicar, é admirável! E como era esperado, foi tudo bem simples. Ao chegar no guichê, perguntei à atendente o que precisava fazer para levar a Nini comigo, e ela me explicou: cachorros pagam passagem como se fossem uma criança, que custa metade do valor da passagem do adulto. A minha custou $29, euros e a da Nini, $14,50 . O valor da passagem varia de acordo com os horários. Os trens que partem bem cedinho e os que partem mais tarde,são mais baratos. Entre as 10h e 18h costumam ser mais caros. Para viajar de trem com cachorro não é necessário  uma preparação especial, como no avião. No trem não precisa da casinha, nem de documentos e nem de autorizações.

de trem na Alemanha 2
Nini ganhou nota 10 no quesito comportamento. Ficou quietinha a viagem inteira, uma fofa.

No dia da viagem lá fomos nós. Peguei o metrô na estação mais próxima de onde estou morando. O metrô me deixou praticamente dentro da Estação de Trem. O metrô em Hamburgo e em Berlim funciona 24h por dia, 365 dias por ano. Quanto mais tarde, menos trem operando, mas mesmo assim, dá pra ir a qualquer lugar, a qualquer hora.

Eu amei viajar de trem. Além de ser mais barato que avião, não precisa chegar com 1 hora de antecedência, como acontece com os voos. Chegando 5 minutos antes dá partida já está ótimo. Não tem check-in e também não despacha bagagem. A mala vai dentro do trem e não tem limite de peso. A verificação da passagem é feito por um fiscal, durante a viagem. Dá pra andar dentro do trem, é bem espaçoso e tem uma cafeteria, que vende lanches e bebidas, inclusive cerveja.

O horário do trem era 6:34 da manhã e o danado chegou as 6:30 e as 6:34 em ponto ele estava partindo. A viagem durou 1:40 e a paisagem é linda, tem muito verde na Alemanha  e o trem vai passando por uns vilarejos super charmosos que dá vontade de pedir pra maquinista parar pra eu descer e fazer uma foto. Não sei exatamente qual a velocidade que o trem atinge, sei que é bem rápido e na hora que o trem que  vem na direção oposta, cruza com o nosso, faz barulho e dá um medinho; pelo menos pra mim, que sou marinheira de primeira viagem.

Espero que vocês tenham gostado da nossa  aventura de trem pela Europa porque eu e Ninoca adoramos e já estamos pensando nas próximas.

Nini de role por Berlim 

de trem na Alemanha 3
Depois do trem, pegamos o metro para chegar até o centro de Berlim. Cachorros são permitidos em todos os transportes coletivos de Berlim: metro, trem e ônibus.

 

de trem na Alemanha 4
Um dos nossos lugares favoritos em Berlim: Mauer Park; que significa Parque do Muro. O muro de Berlim já foi simbolo de guerra e desunião.Hoje, é um local onde artistas e cidadãos comum se encontram para expressar a sua arte.

 

de trem na Alemanha 5
Bebendo água da poça. Adoro as “viralatisses” da Nini.

 

de trem na Alemanha 6
Mesmo sem saber falar alemão, Nini anda fazendo muitos amigos por aqui.

 

de trem na Alemanha 7
A Nini enche minha vida de significado e amor.
Continue Reading

Entrando na União Européia com Cachorro

VIAJANDO   DA  AFRICA  DO  SUL  PARA   A  ALEMANHA

uniao europeia com cachorro 1
Com 3 horas de antecedência ao voo, fazemos o check in: pesar a Nini e a casinha. O peso para transporte de cachorro como ‘bagagem’ não pode ultrapassar 25 kg. Passando desse peso, existe um outro procedimento.

Os dias que antecedem a viagem de avião rola sempre uma tensão. Aquela preocupação se vai dar tudo certo e tal, junto com tudo que tem que organizar. Ainda mais nessa última viagem, que não foi voo direto e teve conexão: foram 12 horas de Cape Town até Amsterdã (Holanda), 3 horas de espera para um vôo de 2 horas  até chegar em Hamburgo, na Alemanha. Durante todo o trajeto  eu não vejo a Nini e nem tenho noticias, só quando chego no meu destino final, na esteira onde pego as malas. Eu passo o voo todo com meu coração apertadinho e pensando nela lá no bagageiro: se estaria com frio, com sede, com medo. Apesar dos animais terem um cuidado todo especial, eles são transportados como carga  e vão  no mesmo compartimento de bagagem e também chegam junto com elas.

Desde que entrego a Nini no aeroporto até a hora de recebê-la, ela está aos cuidados da equipe da companhia aérea. Escolhi a KLM porque tinha o melhor preço para a minha passagem e sei que é uma das melhores para transporte de cachorro. A KLM cobra 200 dólares e fica responsável por, durante as horas de conexão, tirar o cachorro da gaiola para passear, dar água e comida. Maaas, mesmo com todos esses cuidados, na hora de entrega-la e me despedir sempre dou uma choradinha e ela também. Ela fica com o olhinho cheio de água, eu percebo! É foda!

uniao europeia com cachorro 2
Viajamos nesse avião. A Nini vai embaixo, naquele buraquinho ali. Ô dó do meu bebezinho!

PREPARATIVOS  PARA  A VIAGEM

O tempo que levei com os preparativos da Nini para a nossa volta a Europa foi de uma semana, desde a  minha primeira ida ao veterinário  até o dia viagem. Mas isso porque, eu mantenho a Nini atualizada com todas as vacinas; nenhuma em especial além das habituais, que damos em nossos cães anualmente. E também porque tenho  todos os certificados  exigidos pelo órgão internacional para a viagem  de cachorro. Isso já desde a minha primeira viagem:  o microchip instalado  e o atestado de anti raiva (você pode conferir nesse post aqui).Com todos esses pré requisitos em dia, fica mais fácil de organizar as viagens futuras.

Mesmo assim, são várias coisinhas para coordenar ao mesmo tempo: o primeiro passo é definir a data da viagem e comprar a sua passagem. Com a passagem comprada, enviar, com 48 horas de antecedência um e-mail para o departamento de carga da companhia aérea solicitando  um lugar  para o animal no mesmo voo que o seu.(atendimento online da KLM fornece  o e-mail).

Parenteses: Acho esse  método das companhias aéreas de atuar estranho. Primeiro você compra a sua passagem e depois solicita a reserva do cachorro faltando apenas 2 dias da viagem. Mas vai que não tem lugar pro seu cachorro?! Sempre tive essa dúvida e receio. E não foi que aconteceu comigo? Justo comigo (rs)

Comprei a passagem, enviei o e-mail, tudo direitinho, da maneira como fui orientada, aí recebo o retorno da KLM que a Nini NÃO poderia ir porque já havia um outro cachorro no mesmo voo. Genteee, eu gelei! Com tudo já organizado, atestados de saúde e certificados emitidos, passagem comprada e a Nini não poderia viajar. E outra, a própria KLM me recomendou uma empresa terceirizada que faz esse transporte só que o valor é praticamente uma outra passagem. No way.

Fui pedir ajuda a uma agência de turismo Travels Way  em Cape Town, no LifeStyle Mall (Se alguém precisar de uma agencia em Cape Town, pode ir nessa). Elas foram uma mãe pra mim. Comprei minha viagem ao Safari no Kruguer Park com essa agência  e fui extremamente bem atendida e fiquei amiga da Nik e da Ntha. Quando me vi nessa roubada, pensei nelas e fui lá na agência; sentamos e ficamos o dia inteiro entre ligações e e-mails para a KLM. O departamento de carga da Africa do Sul tinha que falar com o departamento do carga de Holanda e blá blá blá. Sei que foi uma novela de um dia inteiro até que finalmente recebermos a confirmação de que a Nini estava autorizada a ir no voo. Ufa, agradeci tanto, mas tanto! Dei selinho nelas, comprei lanche. Imagina eu, a louca! Miga sua loca!

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS

O micro chip e o atestado de anti raiva são os mais importantes e a cartilha básica para quem pretende  viajar de avião com cachorro. Com isso ok e as vacinas em dia, fui no veterinário em Cape Town, que examinou a Nini e emitiu um atestado de saúde. Esse atestado de saúde tem validade de 5 dias. Com esse atestado fui no Departamento de Agricultura de Cape Town, orgão que emite o certificado internacional. Em Cape Town emitiram na mesma hora, e custou 25 reais. Mas tem cidades que emitem de um dia para o outro e não cobram nada, por exemplo, Barcelona.

uniao europeia com cachorro 3
Com todos os documentos e vacinas em dia, vou a um veterinário local que examina a Nini e emite o atestado de saúde.Com esse atestado, vou ao Departamento de Agricultura,o órgão que emite o certificado internacional.

No dia do voo, com todos os documentos e atestados na mão vamos para o aeroporto, faço o meu check in normalmente, peso minha mala e tenho que pesar a Nini e sua casinha. Feito isso, vou com ela ao local onde são despachadas as “cargas especiais” e entrego ela a equipe responsável. Dou um remedinho pra Nini dar uma acalmada e dormir nas primeiras horas do voo, pelo menos. O trajeto todo, entre a hora que entrego ela até encontra-la levou 20 horas.

uniao europeia com cachorro 4
Minha família linda foi levar a gente no aeroporto: Jéssica,Gabi e Nini, meus anjinhos, meus  amores.

Chegando na União Européia com Cachorro!

Cheguei em Hamburgo, meu destino final, fui correndo para a esteira das bagagens. Cheguei lá, ela ja tava lá me esperando,dentro da casinha, sã e salva. A KLM realmente faz um bom trabalho, vem um adesivo colado na casinha com a hora que ela saiu pra passear e bebeu água durante a conexão. E vi que eles colocaram jornal dentro da casinha porque ela tinha feito um xixizinho, mas tava tudo super perfeito. Abri a casinha, ela fica muito emocionada e eu também, claro. Ai veio uma veterinária alemã verificar os documentos da Nini e eu tremendo. Sei que faço tudo certinho, mas alemão é muuuuuito mais certinho do que eu. rs Mas sabe o que a veterinária alemã me falou?! Seus documentos estão perfeitos, parabéns. Sejam bem vindas a Alemanha!! Dei um selinho na veterinária também….hahaha (brincadeira).

Memórias de um verão em Cape Town 

uniao europeia com cachorro 5
Nini levando sua orelha para passear pelo Sea Point.

 

uniao europeia com cachorro 6
Eu esmagando a Nini em Llandudno Beach.

 

uniao europeia com cachorro 7
Nini quer participar de tudo,não perde uma! Parceira de todos!

 

uniao europeia com cachorro 8
Nini sendo Nini. Eu falo que é uma vira-lata maloqueira!

 

uniao europeia com cachorro 9
A Nini já é local da praia de Cliffton 2. Ela tem muitos amigos por lá.Com a Nini eu não passo desapercebida, nem que eu queira.Como é uma praia pequena, assim que entramos ela já sai correndo e procurando as pessoas que ela conhece. Ela é cagueta gente!! Tenho que tomar cuidado(rs).Na foto, ela com o tio Jonathan, que é modelo e namorado da Tereza,uma loira linda da Republica Tcheca. Fiz um shooting com ela especialmente para o site (coming soon).

 

uniao europeia com cachorro 10
Fazendo bagunça com o Pai.
Continue Reading

Trilha em Cape Town: Montanha Twelve Apostles

IMG_4077
Uma vira-lata na Montanha Twelve Apostles, Cape Town 

Uma trilha em Cape Town, 8 horas caminhando, 12 montanhas, 6 malucos e 1 cachorro. Ou seria um unicórnio? Não! Não! É a Super Niniiii rs

Era dia 29 de dezembro de 2015. Na noite anterior combinamos de subir a Twelve Apostles Mountain, Montanha Doze Apóstolos, em português. Pelo nome  dá pra ter uma idéia: são doze montanhas, e não é qualquer monte não, é montanha de verdade, e doze. São aproximadamente 15 km entre subidas , descidas, penhascos, terra, pedras e visuais alucinantes. A trilha começa em Cape Town e termina em Hout bay.

Começamos a trilha as 11 horas da manha, tarde para a época do ano em Cape Town. Pegamos um Uber ate um dos locais indicamos para inicio da trilha. Desembarcamos e seguimos um caminho a frente, e claro, nos perdemos!rs Mas foi pouquinho, apenas uma confusão e o controle foi retomado pela líder do grupo Iris. Era a segunda vez da baixinha na trilha e ela tava no comando. Achamos o caminho,ele começa no pé da primeira montanha da cadeia. Olhei pra cima, vi o tamanho da danada e falei – fodeu 😛

Esse primeiro trecho é bem demarcado, um estrada de terra, que depois de alguns quilômetros vai estreitando e começando a ter mais vegetação. Árvores são raras no caminho mas  bastante vegetação, arbustos, pedras e flores.Um imenso jardim de flores coloridas.

 

trilha em cape town 1
Começando a trilha! Roger, eu, Nini no colo do tio Celso, Bruna, Iris e Lucas.

 

trilha em cape town 2
Nini querendo participar das peripécias do Tio Celso.
Aceita que dói menos 

O verão estava apenas começando e o dia estava bem quente, mas eu fui de calça comprida, graças a Deus. Isso é uma boa dica pra quem quer fazer uma trilha de nível mais elevado, vai de calça, tênis, leve muita água, comida e protetor solar. Mas alguns de nós estavam de bermuda e sofreram, que eu lembro bem. Em alguns trechos a vegetação fica bem fechada, como se não passasse gente por ali a um tempo, e a mata pinicava bastante e a gente só falava assim -aceita que doi menos!

Ainda no começo da caminhada Nini começou a buscar sombra nos arbustinhos, nas pedras, qualquer sombrinha que ela via ela parava.Já logo pensei, ferrou, essa bicha não vai aguentar ! Mas já fizemos tantas trilhas juntas, a Nini é tão guerreira e gosta tanto de uma aventura que ela não vai me decepcionar justo agora!

E lá fomos nós! Vamos Nini, corre Nini,pula Nini.  E ela vai, e vai bravamente e sempre tomando conta do grupo, vai a frente e confere quem ta lá e volta pra conferir a turma do fundão. Dá as paradinhas dela na sombra e descansa bastante em nossas paradas para beber agua e comer. Uma das paradas foi em uma caverna que encontramos no caminho! UAU que lugar magico , tipo Obelix, Asterix, meio Senhor do Anéis também, mas nós batizamos de Caverna do Dragão, afinal, tínhamos até um Unicornio. Só que a nossa é uma UNINIcornio ! hehe

trilha em cape town 3

Após 1 hora e meia de subida, chegamos em cima da primeira montanha, na ‘cabeça’ do 1º apostolo. Vc acha que vai chegar la em cima e ver Deus, mas o que vc ve são pedras, mato, flores, cores, texturas, sons do vento, a natureza na sua forma mais selvagem, ou seja, Deus! Ali o homem não tocou, a natureza sobrevive ali a milhões de anos, mesmo com a força do vento, calor do sol, a chuva.

trilha em cape town 4
Pausa pro descanso e pra foto, quando chegamos em cima da primeira montanha.

 

E assim foi com a segunda, a terceira, a quarta, putz, ai a gente já tinha perdido a conta em qual montanha a gente estava! É tanto sobe e desce que dá um nó na cabeça e nas pernas! Mas, mal calculando, quando chegamos na decima montanha ela era gigante, enorme, cacilds, era tão grande que apelidamos de apostolo cabeçudo! Que cabeça grande,pelo amor de Deus! E vou confessar, eu ja tava pedindo pra acabar 😛

Mas seguir adiante era a única opção! E lá fomos nós na fé e na força e subimos a decima, decima primeira e finalmente a decima segunda. Ufaaa! Missão comprida e cumprida! Começamos a descer , descemos em Haut bay, pra dar uma ideia do quanto andamos. Chegamos lá embaixo parecendo mendigos(hehe) todos sujos e com um unicórnio, ops, um cachorro! Chegamos a falar que o Uber não ia nos levar de volta a Capetown de tão sujo que estávamos. Estavamos sujos mas felizes! Todo mundo cansado mas com aquele sorrisinho na cara de felicidade e satisfação! Isso não tem preço!Por isso decidimos  investir em trilhas!

Dia inesquecível! Gratidão Caverna do Dragão @brunaburgerc @celsocarvalhoo @irisguedert @lucasatanazio @rogerb92

trilha em cape town 5

 

trilha em cape town 6

 

trilha em cape town 7

 

trilha em cape town 8

 

Continue Reading

Uma vira-lata em Cape Town

vira lata em capetown 3As cidades  ainda não estão  totalmente acessíveis aos nossos bichinhos, mas, cada vez existem mais locais que aceitam animais, desde shoppings, farmácias, bancos, cafés e restaurantes, até praias, pousadas, hotéis, táxis e Uber. Eu e Nini estamos comprovando isso nessa nossa caminhada pelo mundo.

Mesmo antes da nossa chegada em Cape Town  já foi possível  notar a boa vontade das pessoas com os animais de estimação. Desde a pessoa que me ajudou com os tramites e documentações para a entrada da  Nini na África do Sul até a proprietária  da casa, onde aluguei um quarto durante o inicio da minha estadia na cidade.

Se hospedando com seu cachorro em Cape Town

Achei o quarto pela internet (você pode conferir os links no final da matéria) e durante as conversas com a proprietária  da casa, falei da Nini. Já tenho o discurso pronto e ele é sempre o mesmo:  – Eu tenho uma cachorra que viaja comigo. Ela é uma lady! Porte médio, educada, limpinha, não é de latir e é um doce, impossível não se apaixonar. Funcionou!  Mas a Nini é realmente tudo isso e mais um pouco! E essa cachorra é esperta gente! Parece que ela sabe de quem ela tem que “puxar o saco”.

vira lata em capetown 1
Lar é onde a NiNi está * Home is where NiNi is

Meu primeiro shooting em Cape Town e eu combinando com o fotografo  sobre horários  e local onde ele me buscaria para irmos bem cedo na praia fotografar e pegar o nascer do sol. Durante nossas conversas  por whatsapp  lancei o discurso da Nini pra ele e perguntei se podia levar-lá com a gente!  Ele gentilmente me respondeu : – Eu gosto de animais, mas não no meu carro :/  Imagina a minha cara de decepção!

No dia combinado o fotografo chegou pra me buscar, eu abri a porta de casa e a Nini foi direto na direção dele abanando o rabo,dando risadinha e sendo muito fofa,sendo muito Nini. Conclusão da história: a vira-lata maloqueira não só foi  como fotografou comigo e conquistou o coração de mais um.

vira lata em capetown 6
Nini modelando

 

Cheguei  à mudar  de casa e o xaveco sempre o mesmo! Alguns poucos proprietários  não aceitam animal de jeito nenhum. Mas, com boa vontade, a  gente encontra um lugar que aceite o nosso animalzinho. Em alguns sites é possível  ‘filtrar’  a sua busca, marcando *são permitidos animais de estimação ou pet friendly, alguns anunciantes já especificam se são ou não. E locais que não especificam, muitas vezes acabam aceitando. Tudo é uma questão de conversa  entra as partes. Até agora nenhum local cobrou valores adicionais por eu ter cachorro.

É assim com restaurantes, cafés, praias e parques, cada vez mais a própria população vem fazendo  suas próprias regras. Por exemplo, tem uma praia em Cape Town chamada Clifton, dividida em 4 setores e a Clifton 2 é a praia dos modelos e modelas (nunca vi tanta gente linda junta num só lugar) e lá cachorros não são permitidos, mas a própria população “legalizou”, então todos levam seus cachorros e os incomodados de plantão que se retirem!

Cachorros não são permitidos nos ônibus públicos. Táxis e Uber é questão de conversar. Dos quatro meses que passei em Cape Town, apenas dois motoristas do Uber não aceitaram a Nini.

E  assim, na base da tentativa, a gente vai aprendendo  e curtindo juntas, muito mais do que imaginávamos  quando nos jogamos nessa aventura.

vira lata em capetown 2
Llandudno * Pet friendly beach in Cape Town

 

image3
Rcaffe, Long Street

 

image2
Nini vem fazendo grandes amigos pelo mundo afora *** Nini is getting big friends around the world

 

image1 (1)
Pegando um por do sol em Clifton 2

Hospedagem Pet Friendly em Cape Town

Aqui  alguns sites onde encontrei hospedagem pet friendly durante a minha estadia na cidade:
www.airbnb.com / www.gumtree.com / www.property24.com/ www.booking.com 

Continue Reading

Viajando com seu Cachorro

Nini em Barcelona, Espanha

Antes de começar a falar desta,que talvez esteja sendo uma das maiores experiencias da minha vida, que é viajar com a minha melhor amiga, minha vira-lata Nini, vou contar um pouco da história dela pra vocês!

O nome que demos a ela quando a adotamos foi Menina, que acabou virando Nini. Como ela foi achada na rua, não conheci seus pais, mas acredito que, ou a mãe ou o pai dela sejam da raça Border Collie, porque ela tem algumas características de Collie, como a ponta do rabo branca,parecendo um pincel sujo de tinta! Mas essa herança genética não faz da Nini menos vira-lata. Muito pelo contrario, Nini tem pedigree de vira-lata. Ela é daquelas que fuça e come lixo, bebe agua da poça e da risadinha. Mas a especialidade dela é cagar nos lugares mais inusitados, como em porta de restaurante ou  loja chique! Gente, uma vez a Nini parou pra cagar no meio da faixa de pedestre, atravessando a avenida.rs

A Giani  Cardoso, que hoje é a Dinda da Nini achou ela no bairro da Pompéia, na cidade de Santos, em pleno carnaval. Dia 01 de março de 2013. A Giani postou no facebook e uma amiga em comum, Julia Bobrow, que já sabia do meu interesse em uma adoção me marcou no post! A Nini preenchia todos os requisitos do dog que eu queria adotar: femea, já mais crescidinha e vira-lata.  Mal vi a foto da Nini fui busca-lá. Cheguei ao edifício e ela estava no petshop; uma vizinha tinha presenteado ela com banho e ração. Ahhh, detalhe, ela se chamava Cindy. A Dinda Giani deu esse nome quando achou. Gente, quando eu cheguei no petshop eu olhei pra ela e achei ela feia (ô dó) Mas é verdade, pq se você reparar bem ela é toda erradinha. Uma orelha levanta e a outra não, as patas tem cores diferentes e as das frente são meio tortas e pra completar, nesse dia que conheci Nini, ela tava enfeitada com bindis na cara e colar de carnaval…haha
Bom, hoje a Nini tem mais que um lar, ela tem mãe, pai, dinda e até passaporte da União Européia tá meu bem?

 

Viajando com Seu Cachorro 1
Dia que adotamos a Nini

 

Viajando com Seu Cachorro 2
Passaporte da Nini

Viajando com seu Cachorro

Pode ser até clichê, mas uma das filosofias da minha vida é : “Quem quer faz, quem não quer arruma desculpa”. Viajar com cachorro não é a coisa mais fácil do mundo mas está longe de ser impossível.

Tudo que você vai precisar é se programar com antecedência e se informar mto bem quais são as regras do País de destino.Mas mesmo as regras mudando, existe o abecedário, o básico que todos que viajam pela primeira vez para o exterior terão que aprender e fazer. Ahh, vai ter despesas e o valor também depende de cada pais.

Ter um veterinário de confiança e disposto a te ajudar vai facilitar sua vida. O Dr. Renato Saibum, veterinário da Nini foi quem me auxiliou  em nossa primeira viagem internacional. Eu e Nini viajamos pela primeira vez de São Paulo à Barcelona, Espanha.

Viajando com Seu Cachorro 3 - Certificado de Microchipagem
Certificado de microchipagem

O primeiro passo é colocar o micro chip no seu pet e fazer o certificado de microchipagem (foto) feito isso, o próximo passo é fazer o exame de “titulação de anticorpos neutralizantes para raiva”. Esse exame precisa ser feito com bastante antecedência da data de embarque do animal.Porem, uma vez feito, esse exame valerá para as viagens futuras.

Com o microchip e  o exame de  “neutralizante da raia”  encaminhado (esse exame leva pelo menos 3 meses para sair o resultado)  você já pode comprar a jaula de transporte que tem que atender as exigências: o seu bichinho tem que conseguir ficar em pé dentro da jaula e dar uma volta 360º.

Viajando com Seu Cachorro 5
Exame de Neutralizantes Para Raiva

 

Com as informações da jaula (medidas e peso), você entra em contato com a companhia aérea escolhida por você para avisar o transporte do animal e solicitar uma reserva no bagageiro do mesmo voo que  o seu. Eu já viajei pela Singapura Airlines e KLM Airlines com a Nini e sei que essas aceitam, mas acredito que algumas companhias aéreas não façam transporte de carga viva. Verifique essa informação antes de comprar o bilhete.

Com tudo isso resolvido você volta no seu VET e ele emite o ‘Cerificado  de Saúde’ que tem validade de 3 dias . Com esse certificado, mais o certificado de microchipagem, carteira de vacinação em dia e  exame neutralizante da  raiva você vai a VIGIAGRO da sua cidade para a emissão do CZI (ou CVI). Esse certificado é a cartada final para a autorização da viagem do seu pet. Estando todos os outros documentos em ordem o CZI é emitido e tem validade de até uma semana para vocês viajarem. Qualquer duvida, pode me perguntar  que será um prazer ajudar!

Para mais informações, vocês podem clicar aqui!

 

Nini no role

Viajando com Seu Cachorro 6
Clifton Beach, Cape Town, Africa do Sul

 

Viajando com Seu Cachorro 7
Hout Bay,Cape Town, Africa do Sul

 

Viajando com Seu Cachorro 8
Livre, leve e solta pelas ruas de Barcelona

 

Viajando com Seu Cachorro 9
Nini está aprendendo a conviver com outras espécies.

 

 

Continue Reading