Qual o seu super poder?

Amores e amoras, antes de tudo, quero explicar o porque da minha ausência por aqui, por tanto tempo: esse último mês de setembro foi super corrido, mudei 3 vezes de País. No começo do mês estava  na Alemanha. De lá, fui para Barcelona. Nem deu tempo de esquentar a poltrona em terras Catalãs, viajei para o Brasil, onde estou agora.

Essa vida de viajante tem um lado ótimo, maravilhoso. Mas também tem um lado mega cansativo. Ficar pra lá e pra cá, as vezes me deixa maluca (mais do que já sou naturalmente).rs Agora falando sério, meche mesmo comigo. Minha alimentação piora, não consigo ter rotina de treinos e exercícios, isso sem falar as vezes que acordo em algum lugar, abro o olho e me pergunto, onde estou mesmo?rs Faz uma confusão na minha cabeça e no meu corpinho.

Maas, mesmo com todas essas constatações, sou completamente apaixonada por viajar.Vou contar uma coisa pra vocês: nunca fui muito de estudar. Eu era daquelas que dormia na sala de aula, com a cara em cima do caderno e acordava com a cara marcada do espiral. Gente, já chegeui a dormir de uniforme pra poder acordar 5 minutos mais tarde.rs Eu odiava acordar cedo. E com toda essa falta de aptidão para os estudos, eu desenvolvi o meu proprio metodo de aprendizagem: VIAJAR . São nas minhas viagens que conheço outros mundos, outras realidades, outras maneiras de levar a vida , outros costumes. Foi viajando que quebrei meus próprios paradigmas. Viajar me ensina a viver com pouco, com o essencial. Aprendi que quanto mais simples eu for, mais feliz eu fico.

Eu viajo com uma mala de 23kg, porque é o limite dentro da Europa e também é o limite entre a Europa e os outros continentes. Acredito que apenas no Brasil tem o limite de 2 malas de 32kg cada uma. Bom, imagina uma mulher viajar durante um ano com apenas uma mala de 23kg. Quase que um super poder! rs  Pois é, mas eu consegui essa proeza. Confesso que, algumas vezes, cheguei no check in e fui pesar a mala e pesou mais de 25 kg. Aí eu  faço carinha de “cachorro sem dono” e me deixavam passar com meus quilinhos a mais. Mas eu sou magrinha, então compenso por outro lado. A minha mala de mão também vai lotada. rs

E essa coisa de voar pra lá e pra cá, fui deixando muita coisa no caminho. Coisas materiais e espirituais. Ter viajado durante tanto tempo me deixou muito mais desapegada. Primeiro que não dá pra ficar comprando mil coisas; porque não tenho nem muito dinheiro nem muito espaço na bagagem. Outra coisa que acontece com frequência é esquecer, perder ou simplesmente ter que doar minhas aquisições. Como aconteceu com 2 bicicletas minhas: uma na Africa do Sul e outra na Alemanha. E dessa experiencia, veio a  minha opção de comprar produtos de segunda mão e coisas baratinhas. Assim, se perco ou preciso me desfazer, dói menos. rs

Vem daí também, a minha falta de roupa nas fotos. rs Como não posso ter muitas, optei por me vestir de liberdade.rs

Agora que você já sabe que meu super poder é viajar o mundo com apenas uma mala de 23 kg; e você? Qual o seu super poder? Me conta!!!

Esse ensaio lindo foi feito pelas minhas andanças pelo mundo, pelo meu talentoso amigo e fotografo Eugene Van Der Elst. Eugene é Sul Africano mas atualmente mora na Florida, nos Estados Unidos. Apaixonado pelos oceanos e seus misterios, Eugene viaja o mundo fotografando os mares e as sereias. rs  Quem quiser conhecer mais sobre o trabalho dele , é só acessar o site  www.ugenphoto.com

 

 

ugenphoto_simone-tavares-santana-3983-copy

 “Seus olhos e seus olhares, milhares de tentações,

    Meninas são tão mulheres, seus truques e confusões,

ugenphoto_simone-tavares-santana-4132-copy
 Se espalham pelos pêlos, boca e cabelo,

peitos e poses e apêlos

Me agarram pelas pernas, certas mulheres,

 Como você me levam sempre onde querem

 

ugenphoto_simone-tavares-santana-4175-copy

 Garotos não resistem aos seus mistérios, 

                 garotos nunca dizem não,                            

garotos como eu sempre tão espertos,  

perto de uma mulher, são só garotos

ugenphoto_simone-tavares-santana-3937-copy                                                   

    Seus dentes e seus sorrisos,

mastigam meu corpo e juízo

 Devoram os meus sentidos,

eu já não me importo comigo

         E então são mãos e braços, beijos e abraços,

pele, barriga e seus laços

ugenphoto_simone-tavares-santana-3955-copy

São armadilhas e eu não sei o que faço

     Aqui de palhaço, seguindo os seus passos”  

Garotos II, Leoni

 

 

Continue Reading